Posts in tag

encontros


Talvez você acorde e julgue ter chegado àquele momento da vida em que a única coisa que deseja é ir embora. Ir embora de tudo: da sua casa que não mais te abriga, daquela faculdade que não mais te entusiasma, daquelas horas intermináveis naquele emprego chato que mal paga a tequila dos finais de semana …

0 968

[Você pode ler este texto ao som de Not Like The Movies] Outro dia vieram me perguntar o nome da minha saudade, e eu nem precisei chamar você. E aí eu coloquei aquela música que a gente adorava, e deixei as lembranças me afundarem na esperança de me sentir mais confortável. A gente se conheceu …

0 1.4k

[Você pode ler este texto ao som de Can’t get you out of my mind] “Que sorrisão”. Ah, meu bem, você mal sabe, mas o motivo dele tem nome, sobrenome e apelido carinhoso entre os meus amigos. É alto, moreno, cheiroso, inteligente e sorri fácil, desse tipo bem clichê de texto meloso que faz a …

0 702

Ele comenta com o amigo de um amigo na cafeteria enquanto joga umas palavras no celular, diz “ele é fofo, não é?”, deixa essa interrogação no ar. Já houve um tempo em que eu me incomodaria com a afirmação da fofura, derradeiro destino daqueles que serão deixados de lado um dia. No meu dialeto antigo, …

0 1.1k

[Você pode ler este texto ao som de Eyes Shut] Estou emocionalmente frustrado e ligo para um amigo. Ele, que me conhece faz tempo, pergunta o motivo. Eu digo: mais uma vez, não teve final. “E por que deveria haver final?”, pergunta ele. E eu explico. Todo encontro faz com que algo aconteça entre duas …

0 1.3k

[Você pode ler este texto ao som de Water Me] Saio de mais um encontro que acabou em nada. Desacreditado. É a palavra certa pro momento – ou pros momentos anteriores à cena. Não foi nada demais, tudo bem, mas esse “nada demais” foi se juntando aos outros “nada demais” que já tinham passado por …

0 1.2k

[Você pode ler este texto ao som de Heartbreak Warfare] Uma das coisas mais estressantes do mundo é o processo de conquista. Aquele meio de campo em que os encontros acontecem, os sentimentos florescem, as vontades vão ficando evidentes e ninguém diz nada. Chega-se à fase dos primeiros convites. E convites geralmente são desculpas esfarrapadas …

0 19.2k