Monday 22nd December 2014,
Entre Todas as Coisas

Carta à menina dos meus olhos.

Daniel Bovolento 11 de março de 2012 Crônicas e contos
Carta à menina dos meus olhos.
Leia em tela cheia!

Passou um tempo e eu não acreditava que essa cena fosse se repetir. Salto alto, cabelos bem penteados, um olhar selvagem e doce ao mesmo tempo. Eu sempre chego atrasado a qualquer compromisso importante, você sabe disso. E não seria diferente com a gente. Mas te ver saindo daquele táxi me fez ter uma visão completamente nova do que éramos nós dois. Você anda mais mulher, menos segura e um pouco vulnerável. Mais menina e ao mesmo tempo com um charme encantador que desbanca qualquer marmanjo. Uma contradição gigante eu dizer isso, eu sei. Você assim, toda gostosona e parecendo uma dessas modelos estilosas de capa de revista e eu aqui falando sobre quão menina você se tornou. Ah, bobagem minha.

Menina dos meus olhos. Me deixa te chamar assim agora. Você com essa nova mania de não acreditar em nada que eu digo e eu com essa nova mania de ser desapegado. Acho que a gente se desencontrou de novo depois da última vez, né? Não foi lá muito fácil te ver com outros caras tão diferentes de mim. Você também não deve ter pensado diferente ao me ver com todas aquelas meninas que significaram algumas reticências no meu modo de pensar. E agora a gente se reencontra aqui. Na porta de uma boate elegante com mil rostos desconhecidos e sem saber o que esperar de nós mesmos. Tão previsíveis que já sabíamos que isso ia dar certo desde o início.

E quando eu falo sobre dar certo, eu não me refiro a funcionar ou não. A gente descobriu entre sofás e salas de cinema que a gente combina muito. O meu orgulho aguçado com a tua capacidade de provocação extrema se entendem juntos. Mas pra você nunca houve orgulho que bastasse. Eu resisto sempre. Mas não adianta: você é mais importante que esse meu nariz em pé. Meu orgulho não tem espaço quando você está por perto: dou o braço a torcer e pergunto se você não quer ficar pra sempre. “Fico”. Mas queria que você acreditasse em uma única palavra minha. “Você mudou”. Eu sei e não nego nada disso pra você. Mudei e mudei muito. Mas cada abraço que você me dá acompanhado de uma risadinha, de um olhar ou o que quer seja me faz pensar e dizer “Meu Deus, onde foi que essa mulher me encontrou?!”. Não sei qual destino, carma ou coincidência nos juntou. Mas devo agradecer a cada um deles individualmente por ter te trazido de volta pra mim. E agora como é que a gente funciona? “Você assim todo charmoso, independente, seguro de si mesmo”. E o meu ego agradece mais pela tua presença do que qualquer um desses elogios.

Ah, meu amor. Eu passei a noite inteira te olhando. Coisa de homem meio apaixonado, meio pensativo. A gente já caiu uma vez da corda bamba e subir nela de novo é correr um risco. A gente corre tantos riscos no dia-a-dia, mas esse não é só mais um. O problema aqui é que eu estou me apaixonando perdidamente por você de novo. De um jeito menos óbvio, de um jeito menos singular. De um jeito mais canalha, mais maduro, mais meu. E o desafio é te fazer acreditar no que eu digo, no que eu mostro, em como eu te quero bem. Acreditar num abraço, numa mensagem de boa noite, em todo o romantismo exagerado que só existem nos meus textos. Eu te quero comigo pra onde quer que eu vá e pra ficar parado em qualquer lugar também. “Fica comigo pra sempre?”. Só se for agora.

Gostou do texto? Compartilhe!

Deixe Um Comentário -

  1. Maylane 11 de março de 2012 at 11:16 pm

    Sério, como você consegue ser o canalha mais fofo que existe ?
    Eu diria fico, todas vez que leio seus textos, parabéns (:

  2. Fran 11 de março de 2012 at 11:18 pm

    Você transforma as palavras em algo maravilhoso, parabéns! O texto realmente ficou muito bom.

  3. @Nessabyme 11 de março de 2012 at 11:18 pm

    Um sentimento meio de quem foi, sem saber que era para ter ido mesmo.Porque a volta (ponto).

    “O problema aqui é que eu estou me apaixonando perdidamente por você de novo. ”

    Coisa de quem tem certeza que voltar é permanência.

  4. Dezza (@dezzamiranda_) 11 de março de 2012 at 11:21 pm

    Muito perfeito, passou um filme lendo esse texto, parabéns daniel. Vale a pena ler!!

  5. Yara 11 de março de 2012 at 11:23 pm

    eu casava com o cara que lesse esse texto pra mim. na hora.

  6. Dayara Costa 11 de março de 2012 at 11:23 pm

    A-d-o-r-e-i!

  7. Rafaela Machado 11 de março de 2012 at 11:24 pm

    Tá difícil não gostar dos teus textos, hein?
    Agora a gente vai dormir pensando se esse homem aí existe e por onde andará!
    Parabéns!!

  8. Luane Caroline 11 de março de 2012 at 11:24 pm

    Poxa, que lindo, Daniel.
    Gostei mesmo.

  9. Fernanda Fernandes 11 de março de 2012 at 11:34 pm

    foda demais *-*

  10. Yara Gonçalves 11 de março de 2012 at 11:37 pm

    Eu diria que você fez esse texto pensando em alguém. O texto ficou muito bom, parabéns!

  11. aheusintomuitodigo 12 de março de 2012 at 1:39 am

    Conheci a pouco tempo e realmente virei seu fã cara.
    Não costumo comentar nada, só leio mesmo. Li todos os seus posts em 2 dias, desde o primeiro. Tu é realmente muito bom, continue assim.

    “Acreditar num abraço, numa mensagem de boa noite, em todo o romantismo exagerado que só existem nos meus textos.” – E essa frase caiu como uma luva para o que estou sentindo nos últimos dias.

  12. Isabella Veloso 12 de março de 2012 at 9:54 am

    Tentei me manter apenas leitora, mas esse exigiu um pouco mais de mim. Parabéns especialmente por esse texto, é admirável seu dom de traduzir emoções através das palavras, sem ser clichê.

  13. sheeron 12 de março de 2012 at 12:37 pm

    Parabéns está um espetáculo…amei as suas expressões…
    O romantismo é tudo que ainda me resta!

  14. Coin 12 de março de 2012 at 1:02 pm

    “A gente já caiu uma vez da corda bamba e subir nela de novo é correr um risco…estou me apaixonando perdidamente por você de novo….E o desafio é te fazer acreditar no que eu digo… Eu te quero comigo pra onde quer que eu vá e pra ficar parado em qualquer lugar também. “Fica comigo pra sempre?”. Só se for agora.”

    Será que essa será a maneira de encontrarmos a nossa “Esperança Bonita”? o importante é, não importa o que escreva, não importa o que sinta…existe uma ordem cronológica em tudo! E espero que a minha siga este texto…….“Fica comigo pra sempre?”. E no fim, não “há ação que não gere uma reação”

    Muito bom o texto

  15. Jéssica Nayara 12 de março de 2012 at 1:31 pm

    Ain….Q texto lindo,fofo….Como não se apaixonar???

  16. Clara 12 de março de 2012 at 2:50 pm

    Imagino a quantidade de meninas que são doida pra te conhecer, assim como eu que me apaixono a cada texto lido…

  17. anamazini 12 de março de 2012 at 11:03 pm

    sempre incrível…

  18. Ingrid Santana (@ingrid_santana) 15 de março de 2012 at 1:42 pm

    Como assim? Mal chego por aqui e meus olhos pulam de alegria por um casal que literalmente ou não, boto fé que fortaleçam a re-paixão.

    A gente nunca sabe se são palavras certas, ideiais. Mas o momento em que elas são escritas/faladas, ditam o certo e errado. Inevitável me colocar no lugar da pessoa descrita e tomar um pouco pra mim – e é um desses momentos certos. Tão gostoso ler coisas assim!

    Gostei muito, Daniel!
    Pra deixar registrado que eu curti muito essa parte >> “Eu te quero comigo pra onde quer que eu vá e pra ficar parado em qualquer lugar também.”

  19. Fernanda 16 de março de 2012 at 12:54 am

    eu fico, fico pra sempre.
    nossa.. me envolvi totaaaal ! te vejo no meu amor. meu amor que me abandonou, mas que por algum motivo ainda diz me amar e é canalha, sem-vergonha. é tudo o que eu pedi e mais um pouco, mas não me quer, mas me quer demais.. seu corpo arde por mim, e ao mesmo tempo esfria com meus beijos … nossa…

  20. Sol 16 de março de 2012 at 7:29 pm

    O-M-G.. adorei.. seu blog já está nos favoritos!!!!!

  21. Jéssica 23 de julho de 2012 at 4:47 pm

    Só pq eu leio esse texto pelo menos 3/4 vezes por semana, mas nunca comentei pensando “nossa vai parecer louca, comentar depois de tanto tempo”… Enfim, hj decidi comentar pq É O MEU TEXTO PREFERIDO do seu blog, já falei várias vezes isso no twitter, face, twitcam, e por isso quero deixar registrado por um comentário esse seu talento pra esse texto, especificamente!

  22. Lucinda @lucinda_mateus 29 de outubro de 2012 at 12:07 pm

    Daniel, me desculpe comentar com esse atraso tamanho é que nas minhas leituras diárias acho que esse texto ficou perdido já que não sabia que era de sua autoria…A história dele pra mim é a seguinte, eu “ganhei” esse texto nesse dia 11/03 (que é meu aniversário), de uma pessoa que foi muito especial pra mim, o mais engraçado é que eu li, me apaixonei pelo texto e creditei toda o sentimento que o texto me passou a quem havia me dedicado, e justo não foi, portantoa algum tempo venho tentado encontrar quem havia escrito, e como uma surpresa boa, ou uma não tão surpresa (pois pensei que podia ser seu), encontrei ele aqui no site, assim lhe agradeço muito esse texto, parece de fato que foi escrito de você pra mim, uma fase muito boa que eu tive em minha vida, foi iniciada justamente por causa desse texto. Não me importa mais agora que já estou em outra realidade, você (agora com o devido crédito), e sua obra foram cruciais. Obrigada de verdade…