Qual é o problema com uma mulher que compra camisinha?


Outro dia uma amiga veio toda saltitante me contar as novidades do peguete. Como ele era legal, como era inteligente, como tinha um papo bom como há muito tempo ela não via por aí. Era um sonho em formato de homem. Fiquei feliz por ela e, loucas que somos, planejamos seu casamento e escolhemos o nome dos filhos.

Pula para:

A mesma amiga chega pra mim arrasada. O sonho em formato de homem sumiu. Não ligava há dias. Não respondia as mensagens e vivia postando fotos de sua vida social agitadíssima. E o pior: ela sabia exatamente porque ele tinha mudando de um sonho para um pesadelo tão depressa. Na última noite que eles se viram, ela foi pra casa dele e no meio das preliminares ele disse que não tinha camisinha em casa, ela prontamente pegou a bolsa e tirou um pacotinho milagroso de lá de dentro.

Então pronto! Era isso! Ela tinha certeza! Ele devia ter pensado que por ela ter camisinha na bolsa, ela saia se distribuindo para todo mundo.

Eu não quis entrar no detalhe de que, apesar de já termos montado seu casamento imaginário, ela continuava solteira, logo poderia sim estar se distribuindo para todo mundo. Ao invés disso fui verificar no meu celular se eu estava presa em alguma novela com enredo barato dos anos 60. Não estava.

Houve um tempo em que uma mulher andar com uma camisinha na bolsa fazia mesmo com que os homens a vissem como uma mulher “rodada”. Esse tempo (de ignorância, machismo, cabecinha fechada e burrice) passou. Uma moça solteira que compra as próprias camisinhas e as leva para seus encontros é na verdade uma pessoa prática e independente que não quer ter sua diversão interrompida por problemas técnicos.

Já comentei em outro texto por aqui sobre os homens que MENTEM dizendo que colocaram a camisinha e deixam a critério da nossa sensibilidade vaginal perceber que é mentira.

Sei que nem todo cara age de má-fé e às vezes a camisinha simplesmente acaba mesmo [e questionar com quem ele gastou essas camisinhas, ninguém questiona, né?]. Mas acho meio absurdo um homem, em pleno século XXI, achar que a camisinha só pode ser comprada e fornecida por ele. Vende em todas as farmácias, ta queridos? Não é venda exclusiva no clube do Bolinha não.

E para qualquer mulher que já passou por uma história parecida com a da minha amiga, deixo o mesmo recado que dei pra ela: melhor coisa da vida é quando um cara com esse tipo de mentalidade some. O mundo é muito cheio de pessoas bacanas pra perder tempo com que parou de evoluir lá na época dos homens das cavernas.

Vamos continuar esse papo incrível sobre camisinha? Então confere o vídeo do Kama Sussa sobre o assunto! Só reflexões bacanas e um convite pra mulherada no final!

Comentários