Friday 28th November 2014,
Entre Todas as Coisas

adeus

Até logo

Até logo

[Você pode ler este texto ao som de Birdy – I’ll never forget you] Você me diz que é breve e talvez as coisas não mudem tanto assim enquanto você não estiver aqui. Talvez as coisas estacionem e congelem num tempo indeterminado que me faça parar de reparar nas faixas pintadas no chão que se [...]

setembro 8, 2013 Daniel Bovolento Crônicas e contos

Você tem que ir embora

Você tem que ir embora

[Você pode ler este texto ao som de Você Tem que Ir Embora – Cassia Eller] Já me cansei dessa coisa de contar aos quatro ventos sobre como a nossa história é baseada em caixas de papelão e pedidos de desculpas, maçanetas giradas e despedidas numa acústica ruim da sala de estar, de gritos exasperados [...]

novembro 15, 2012 Daniel Bovolento Crônicas e contos

Carta a quem já me disse Adeus.

Carta a quem já me disse Adeus.

Eu não vou me desculpar pelo lado ruim, nem me perguntar por quantas vezes você pensou em ir embora antes de fazê-lo. Não vou me ater aos rabiscos, aos malfeitos, às partes tortas e a nenhuma dessas coisas que passam pela nossa cabeça assim que somos abandonados. Não vou te culpar por alguma crise de [...]

outubro 16, 2012 Daniel Bovolento Cartas

Não era eu

Não era eu

É que naquele dia eu acordei e não era mais você. Não era mais sobre você que eu escrevia, e também não era sobre mais ninguém. Não era mais a sua voz na secretária eletrônica e nem eram os seus hábitos regrados que eu seguia. Não era o seu rosto, e eram outros rostos que [...]

agosto 27, 2012 Daniel Bovolento Crônicas e contos

Carta a todos que já perderam um amor.

Carta a todos que já perderam um amor.

Não importa muito se foi ferimento talhado a estilete ou se foi uma acidez latente que tomou conta do seu estômago de repente. Você nunca soube muito bem que sabor tinha aquele tal adeus. Até perder a chance de proclamar uma despedida digna de finais de ciclos. Você não teve nem a chance de se [...]

agosto 10, 2012 Daniel Bovolento Cartas, Crônicas e contos

Não vale a pena.

Não vale a pena.

Quatrocentos e vinte nove dias e cinco horas mais dois minutos. O que você está fazendo da sua vida? Como se eu tivesse ideia do que eu mesmo estou fazendo da minha. A rotina das minhas retinas escancaram modismos e comodismos. Não era você que ia salvar o meu mundo e mudá-lo radicalmente em três [...]

abril 25, 2012 Daniel Bovolento Crônicas e contos

Por uma vida menos ordinária (sem você).

Por uma vida menos ordinária (sem você).

[Você pode ler este texto ao som de Ordinary People – John Legend] A gente só percebe a falta quando cai a ficha. É aquele momento que não separa ninguém por raça, sexo ou religião. Todo mundo sente o mesmo, seja dor ou impacto. Todo mundo sente. Aquele minúsculo milésimo de segundo que antecipa a [...]

abril 21, 2012 Daniel Bovolento Cartas, Crônicas e contos

Paradoxo.

Paradoxo.

Você e essa discussão de até aonde eu iria pra você ver que isso é amor. Acho que a gente nunca vai chegar num ponto comum quando fala sobre isso. Até quando eu abro a porra da porta do táxi pra te ver indo embora com outro sujeito qualquer que não seja eu, é amor. [...]

abril 1, 2012 Daniel Bovolento Crônicas e contos

É você e vai ser sempre você.

É você e vai ser sempre você.

É você e vai ser sempre você. Eu já disse isso em outro desses textos meus e não consigo deixar de pensar em como essa frase martela na minha cabeça. Já falei sobre independência e sobre como eu não preciso de você pra nada. Já falei sobre deixar você ir embora e sofrer uma, duas, [...]

março 27, 2012 Daniel Bovolento Crônicas e contos

Você vai lembrar de mim

Você vai lembrar de mim

[Você pode ler este texto ao som de “Você vai lembrar de mim”] Parece que foi há tempos atrás. Em uma época que remetia às aventuras dos mais destemidos heróis da Idade Média e aos romances noir em preto e branco. Aliás, acho que aqueles filmes tinham um quê de mais reais do que os coloridos [...]

outubro 30, 2011 Daniel Bovolento Cartas, Relacionamentos