Posts in category

Comportamento


[Você poder ler este texto ao som de Echoes of Silence] Depois de me curar, acredito que nunca mais eu vá estar com alguém de novo. Nunca mais é tempo demais, admito. Talvez daqui a algum tempo as coisas melhores. Mas quanto tempo demora até a gente voltar a confiar? Confiar, sim, porque o problema …

0 5.6k

Durante muito tempo, hesitei em dizer o que sentia. Acho que é um tanto natural, criamos certas defesas após tantas quedas e tropeços. Depois de um tempo, achei na escrita uma forma de falar sobre essas emoções. A vida real não parece suficiente para tantas coisas acontecidas e sentidas, por isso usamos a arte. De …

0 2.6k

Pastel de feira dominical, recheio: palmito. Foi rotina durante anos; vinha naquele saco cor indefinida, de artísticos contornos engordurados por absorver, levemente, o óleo da fritura, o qual, estranhamente, parecia também conferir um sabor extra, algo na linha refrigerante de latinha versus refrigerante de garrafa. Tenho essa referência: meu pai buscava logo pela manhã, quase …

0 2.5k

As informações presentes nesse texto podem te assustar, mas com certeza estão reunidas pra que você passe a enxergar melhor alguns pontos, acompanhe a leitura: Comecei a me perguntar, quantos dias eu realmente consegui aproveitar do começo ao fim, sem que eu ficasse pensando em algo que fez parte do meu passado, ou algo que …

0 2.9k

Abro minha caixa de entrada e dou de caras com o enunciado “compre mais curtidas” no assunto de vários e-mail. Não só hoje isso acontece, mas há meses que a “grande oferta” tem sido ganhar mais atenção no Instagram e em outras redes sociais. “Mostre como você é querido”, diz o corpo de texto numa …

2 2.9k

Sabe aquela cena do filme de comédia romântica onde o casal decide morar junto? Aí começa a tocar uma música fofa e vemos eles montando o apartamento, carregando um sofá juntos com um sorrisão no rosto, jogando espuma de detergente um no outro enquanto um lava e outro seca a louça, dormindo em colchão no …

0 2.8k

[Você pode ler este texto ao som de Boys Don’t Cry] A música dos anos oitenta não faz o menor sentido. Não, eu não tenho a mínima base teórica-musical para solar meus argumentos numa discussão sobre isso, e na verdade, não falo em tom de crítica. Mesmo. O rock dessa época é o meu estilo …

0 620

[Você pode ler este texto ao som de No More Sad Songs] Quem nunca foi usado para satisfazer o prazer de alguém que poste a primeira indireta no Facebook. Todos nós já fomos vítimas de “saudade seletiva”, aquela que bate quando o tesão aperta e a pessoa do outro lado do WhatsApp sabe que é …

0 10.7k

Onde foi que eu estava com a cabeça quando deixei você entrar e bagunçar tudo desse jeito? Depois de passar uma vida inteira colocando as coisas no lugar, como te permiti entrar, revirar e me levar um pouco embora? Como eu, tão pé no chão, me permiti entrar nesse jogo de sedução, achando que brincadeiras …

0 3.4k