Olha a bagunça que você deixou em mim


[Você pode ler este texto ao som de Touch It]

Este sou eu agora.
Esse amontoado de bagunça que você deixou.
Que você deixou.
Este sou eu agora.
Esse reflexo meio sem graça no espelho
Esses escritos rabiscados em todos os cadernos
Essas fotos preto e branco pelas paredes.
Este sou eu agora.
A cama desarrumada
O armário meio vazio
A persiana meio aberta
O coração meio partido.
Este sou eu agora.
Não tenho mais o sorriso tão sincero
O mesmo brilho no olhar
A mesma força no abraço.
Não vivo mais sem medo de despedidas.
Tenho muito mais medo do adeus.
Este sou eu agora.
Não confio em portos seguros.
Nenhum deles é terra firme.
Este sou eu agora.
Não mais aquele que você deixou.
Tem pedaços incompletos de mim
E eu nunca mais vou ser o mesmo.
Eu não posso competir com memórias.
Elas nunca são capazes de mudar.

Comentários