[Você pode ler este texto ao som de Unpack Your Heart]

Eu quero você inteira. Deixe que eu conte cada uma das suas marcas de batalha enquanto você me conta suas histórias. Tome a minha mão e me guie por onde nenhum outro jamais esteve. Me mostre o tesouro que você esconde por detrás destas muralhas que levantou.

Me mostre o barulho dos seus trovões e divida comigo seus silêncios. Me aponte todos os seus medos, para que eu saiba os dragões que devo matar. Traga seus soluços e traga seus tropeços, eu quero ver tudo aquilo nunca teve coragem de mostrar.

Eu quero os seus dias feios, suas brigas e seus defeitos. Desvele as manias que formaram quem você é, à despeito da vergonha. Diga-me todos os planos que não deram certo e todas a guerras que você perdeu. Deixe que eu veja todos os seus sonhos que ainda estão na gaveta.

Me apresente seus demônios, todos eles. Quero a sua bagagem e as páginas não tão brilhantes da sua história. Eu gostaria de saber o motivo de cada fenda que você carrega nessa armadura que insiste em usar. Permita que eu seja aquele que vai ver a beleza que está em todas as cicatrizes que você conquistou no seu caminho.

Seu lado brilhante consegue iluminar toda essa cidade, disso eu já sei. Mas peço que hoje você se vista também dos seu lado escuro e que venha. Venha sem maquiagem, e venha sem medo porque eu escolheria a sua tempestade à frente do dia de sol de qualquer outra pessoa. Me dê o pior de você, pequena, porquê eu quero você inteira.