Relacionamento sem sexo: isso existe?


Em primeiro lugar, é claro que existe. No mundo todo existem diferentes tipos de arranjos nos relacionamentos. Pessoas que são casadas, mas vivem em casas diferentes. Pessoas que têm relacionamento aberto. Pessoas que praticam poliamor. Pessoas que vivem na mesma casa, mas dormem em camas separadas. Relacionamentos com sexo, mas sem amor. Então é claro que relacionamentos com amor, mas sem sexo também existem. A verdadeira questão é: funciona?

E eu não estou falando de um namoro que começou agora e você ainda não se sente pronta pra transar com a outra pessoa. Estou falando de um relacionamento longo, um casamento que seja, de anos, décadas, sem sexo. Nunca ou muito pouco.

Uma pesquisa feita nos EUA mostrou que 14% dos homens e mulheres casados fazem sexo uma vez por ano ou menos. Por opção mesmo. Por escolha.

“Ah, entendi” você vai me dizer “São pessoas que entraram na menopausa, ou tem questões sexuais mal resolvidas ou traem os parceiros e por isso não fazem sexo com eles”. Não. Nenhuma dessas opções. Podem ser pessoas jovens (gente na faixa dos 20 ou dos 30), sem “questões sexuais” e sem parceiros extraconjugais. Pessoas como eu e você.

Tem gente que diz que isso não dá certo, que relacionamento assim se chama “amizade”. A verdade é que a gente não tem o direito de fazer esse tipo de julgamento sobre a vida dos outros. Relacionamentos são difíceis, complicados. Relacionamentos felizes (felizes de verdade e não feliz-foto-sorrindo-no-instagram) são raros. Então se um casal diz que encontrou o equilibro perfeito levando uma vida sem sexo, mas são felizes, alegres, se respeitam e se amam, quem pode dizer que isso está errado?

“Ai, mas casal que faz sexo não cria intimidade” você pode dizer. Intimidade não é só sexo (assim como também não é só fazer xixi com a porta aberta). Inclusive, muitas vezes, sexo nem gera intimidade. Intimidade tem a ver com convivência, com parceria, com papo, com sonhos compartilhados, com tempo e com vontade. Intimidade é saber como a pessoa está se sentindo só de olhar pra ela, é quando ela fala que está “tudo bem” e você sabe que não está, é você saber fazer ela rir só com um sorriso. E para nada disso é preciso colocar sexo no meio se você não quiser.

“Ai, mas não é uma vida vazia, triste e sem graça?”. Pra mim e pra você pode até ser. Mas pra muita gente no mundo aí fora não é. Claro que não é para qualquer um. Assim como outros estilos de relacionamentos fora do convencional. Mas como tudo na vida, se você e a outra pessoa são felizes, por que não?

Comentários