O poder de um sexo bem feito


Se transar fosse um ato de fácil execução, as pessoas não falariam tanto sobre isso. Não cochichariam sobre o assunto entre os corredores da faculdade, não berrariam na mesa de bar depois de algumas cervejas, não contariam com detalhes e mímicas como foi a transa com o carinha daquela festa, não teriam fantasias sexuais e nem medos ou expectativas para a primeira vez com o fulano. Se fazer sexo bem feito fosse tão simples quanto fazer um misto-quente, ninguém comentaria nada sobre o assunto. Quantas vezes você e sua amiga já trocaram elaboradas receitas para um misto-quente perfeito ou buscaram textos e vídeos na internet sobre o assunto? Nunquinha, né?

Pois sexo não é misto-quente e fazê-lo bem feito às vezes pode ser mais difícil do que receita de ovo poché. O que torna o sexo mais complicado que qualquer receita de culinária francesa é, em primeiro lugar, o fato de que é preciso que os dois envolvidos estejam dançando a mesma música. Não adianta nada você estar exalando confiança pelos poros se a outra pessoa se embanana até pra abaixar as calças. Seus dedos ágeis e sua língua com doutorado em sexo oral serão ofuscados pela falta de jeito do outro, que não consegue nem ir de uma posição para outra sem provocar um pequeno furacão de caos em cima da cama.

Algumas transas serão tão ruins que você vai se perguntar se a outra pessoa na verdade não era um cabideiro que ganhou vida naquela noite e está experimentando estar no corpo de um humano pela primeira vez.

Mas você também pode ser o sorteado para dar vexame entre os lençóis. Porque não se trata só de experiência sexual. Você pode ser a pessoa que sempre fez o outro revirar os olhos de prazer e de repente, numa noite qualquer, parecer que desaprendeu tudo o que acontece entre quatro paredes.

Geralmente uma transa ruim tem suas raízes na vergonha, na ansiedade ou no nojinho. Ou nos três de uma vez só (imagina que loucura).

É quase inevitável passar por experiências desagradáveis na cama, mas quando você faz sexo com aquela pessoa que produz fogos de artifício dentro do seu corpo, parece que todas as situações negativas deixam de existir.Parece que tudo que veio antes foi só um pesadelo esquisito que você já nem se lembra. E aquele sexo incrível, que faz você ficar de boca aberta, é um sonho de onde você não quer sair nunca mais.

Sexo ruim é ok, no estilo tudo-bem-acontece-com-todo-mundo. Mas sexo bom… ah, sexo bom é INCRÍVEL. E não estou falando de incrível tipo fizemos-várias-loucuras-na-cama. Pode ter sido com um mero papai-mamãe, pode ter durado muito menos que o normal, pode ter sido com seu namorado de 20 anos de relacionamento ou com o carinha que você conheceu semana passada. Sexo incrível surge dos lugares e dos momentos mais inesperados e fazem seu mundo parar por alguns segundos.

Sexo incrível não está dando sopa por aí como aquele misto-quente que você encontra em qualquer birosca. Mas quando você se depara com o ovo poché do sexo… ah, pode ter certeza, você nunca mais vai conseguir esquecer desse dia. E desse sexo.

(Se além de praticar, você também curte falar e ouvir sobre sexo, você precisa conhecer meu novo canal: clique aqui para conhecer o Kama Sussa)

Comentários