[+18] 5 posições sexuais pra variar seu repertório


Cansados de sexo papai-mamãe, de quatro, de costas, conchinha e até o 69 já virou rotina? Prefere assistir Netflix a ter que repetir essas mesmas posições que vocês vêm fazendo nos últimos anos? Hora de buscar novidades na cama então.

Você foi fazer uma busca na internet e só achou malabarismo digno do Cirque du Soleil? E ainda por cima sua última atividade física foi aquela partida de queimada no sexto ano?

Então pode parar de sofrer e avise o parceiro (ou parceira) que essa noite a cama vai ranger até o sol raiar. Preparei para vocês um guia ilustrado com cinco posições diferente e – melhor parte – de fácil execução! Uma para cada dia da semana e o final de semana pra repetir as preferidas!

Vamos conhecê-las?

1 – Nível: você não vai acreditar como é fácil e maravilhosa

posição 1 - ilustrada por Maria Gabriela Rodrigues

Só quero dizer que eu espero que vocês estejam nesse momento juntos em casa, sozinhos e sem roupa. Porque vocês precisam testar essa posição agora! Principalmente se você é mulher e tem dificuldade de gozar com penetração. Essa posição pode operar milagres. Mas mesmo se você não conseguir chegar lá, vai aproveitar muito essa variação do frango-assado. Melhor ainda se o cara colocar as suas pernas em cima do ombro dele.

Bônus: homens de pênis médio/pequeno, invistam nessa posição porque o caminho está livre para o máximo de penetração possível. Homens mais bem dotados, vão com calma para não machucar a parceira, respeitem os limites de cada um.

2 – Nível: muito fácil

posição 2 - ilustrada por Maria Gabriela Rodrigues

Essa é ótima para as mulheres que sentem que o parceiro é quem sempre está no comando e querem partir para a ação. O melhor é que dá pra variar o ritmo de acordo com o estilo de vocês. Pode ser suave, mais forte ou quicando.

Bônus: Muito bom para as moças que sentem incômodo com a penetração porque assim vocês é que decidem até onde vai entrar.

Moças, ótimo momento para massagear os testículos com muito amor e carinho.

3 – Nível: tão fácil que você faz no escuro de olhos fechados

posição 3 - ilustrada por Maria Gabriela Rodrigues

Tenho certeza que todo casal adora aquela clássica posição do homem por cima, bem juntinho da mulher, com muito beijinho e declarações de amor no pé do ouvido. Mas em algumas posições a distância ajuda a penetração a ir mais fundo, sem contar que você pode ver todo o corpo do seu parceiro, seu rosto contraído e ainda tem as mãos livres para passar onde quiser.

4 – Nível: mais fácil que isso só dois disso

posição 4 - ilustrada por Maria Gabriela Rodrigues

Você pode pensar “Ué, eu já faço essa posição” e talvez faça mesmo, mas tem uma sutil diferença entre essa é aquela básica que a mulher só fica deitada na cama de costas. Com o bumbum bem empinado e as pernas sobre a barriga a penetração é muito maior. Se você é mulher e não curte muito as posições que o cara vem por trás, vale experimentar essa. Você pode se surpreender.

Bônus: outra ótima posição pra lembrar que os testículos existem e estão só esperando sua mão quentinha para entrarem na festa.

5 – Nível: não é tão fácil, mas devagarzinho tudo se ajeita

posição 5 - ilustrada por Maria Gabriela Rodrigues

Não se assustem com a imagem, chegar nessa posição não é difícil. O que pode ser mais complicado é encontrar a movimentação perfeita. É uma posição pra casais parceiros porque vai exigir trabalho da parte dos dois. E apesar de ser uma posição um pouco “distante” porque não tem muito contato de um corpo com o outro, vocês vão estar muito próximos e se enxergando bem – coisa que muitas posições não oferecem. É uma delícia essa “proximidade distante”. Aproveitem.

Descobrir posições novas depende muito da vontade das pessoas. Pode até ser que vocês experimentem essas e depois de um tempo acabem voltando para as básicas – que são básicas porque são ótimas. Se não sabem nem por onde começar a procurar, apareçam sempre aqui no Entre Todas as Coisas. De tempos em tempos preparo uma listinha nova para vocês!

Se não conseguirem fazer nenhuma ou conseguirem, mas não curtirem, sem estresse. Mais vale um papai-e-mamãe bem feito do que um malabarismo de circo que ninguém está sentido nada porque está preocupado demais em manter a posição.

(Todas as ilustrações desse post são da Maria Gabriela Rodrigues)

Andréa_Romão

Comentários