Todo fim de ano é a mesma coisa: a gente começa a se perguntar por que não fez tal coisa, por que fez tal coisa. É uma retrospectiva sentimental um pouco dolorosa pra quem só evidencia os fracassos do ano e tudo mais. Por mais que eu não concorde com a ideia de que devamos nos martirizar pelo passado, acredito que olhar pra trás é essencial pra analisarmos o modo de vida que levamos.

Entender o passado é premeditar o futuro, é corrigir no dia a dia tudo aquilo que a gente pode fazer de melhor pra gente e pro mundo. Por conta disso, resolvi compartilhar com você a minha retrospectiva pessoal de 2015, mostrando um pouco da minha filosofia de como é viver ao máximo.

Saca só o meu vídeo!

A ideia surgiu a convite da Abbott, que tá lançando um projeto super legal onde pessoas do mundo inteiro podem compartilhar o que é viver ao máximo na opinião delas. Tá a fim de ver como é? Entra lá no vidaaomaximo.abbott e compartilha sua história. Aproveita pra compartilhar também nas redes sociais com a hashtag #VidaAoMáximo. Quero saber de toooodo mundo qual é o seu ideal de vida ao máximo! 😀