Diz Aê – Como uma mulher demonstra interesse por um cara?


Recebi da leitora R. :

Caro, Daniel.

Estou de olho em um rapaz aqui do meu trabalho, ele é muito simpático e gentil.

Conversamos bastante, mas ele é tímido. Nunca fui muito direta com ele, afinal estamos em local de trabalho, então preciso ser super discreta. Só que o problema é o seguinte: Eu não sei se ele está a fim!

Ele me compra alguns doces algumas vezes e me olha com ternura, mas por outro lado: já chamei ele para sair e ele recusou alegando que já tinha planos (mas comentou que devemos marcar algo). Acho que estou na friendzone.

Como posso saber se realmente estou, e se estou, há como inverter o papel?

E daí eu respondo:

Toda mulher enfrenta problemas em jogar xadrez quando se trata da estratégia de avançar ou recuar na conquista amorosa. Isso é um pensamento de senso comum que vem sendo mudado – felizmente, é claro – pela mulherada mais moderninha e cabeça aberta. O problema é que as mulheres foram criadas e acostumadas a serem passivas nas relações de conquista. Elas são escolhidas por algum cara, ele avança, elas decidem se querem ou não e por aí vai a história. Quando o interesse parte dela, e não dele, é que as coisas podem se complicar um pouco: muita mulher ainda não sabe como agir nesses casos.

Analisando o que a leitora disse, a conclusão a que chego é: ele não é nem um pouco claro quanto ao que quer. Por se tratar de um ambiente de trabalho, dá pra pensar que ele esteja avançando com cuidado e com atitudes bem rasas que façam parecer que ele está a fim. Conhecendo natureza masculina, eu ouso arriscar que ele poderia ser muito mais direto se pudesse. Então não dá pra confiar no amigo banana e a leitora vai ter que se virar pra descobrir se ele está ou não a fim, certo?

Vamos lá: se você é do tipo que tem medo de ser mais direta – o que deve ser o caso levando em conta o ambiente corporativo – o mais esperado é que você prepare o terreno pro cara se sentir seguro em investir em você. Muitos caras deixam de investir em uma mulher por quem se interessam por acharem que ela não quer nada. E você faz isso construindo uma relação de intimidade com ele. Sabe aquelas piadinhas idiotas que ele conta? Pode rir. Sabe quando vocês tão perto no Happy Hour? Toques são bem-vindos nessa hora – mas entenda por toques no braço, nas pernas e não vai sair querendo bater punheta pro cara em pleno barzinho, hein.

Mulherada, entenda: construir uma relação de intimidade é bem diferente de virar melhor amiga do cara. A relação de amizade acaba matando aquela coisa bacana que existe entre homem e mulher e faz com que o outro não só te veja realmente como um ser inanimado que não vai ser levado pra cama no final da sexta-feira, como também você mesma vai comprar a sua credencial vip pra friendzone.

Se você tiver na dúvida sobre a friendzone e for um pouco mais segura: convide o cara pra algum programa que não envolva o ambiente corporativo. De repente, você pode ter ganhado dois ingressos pra aquele show no sábado e tá sem companhia. Isso é um sinal evidente de que você quer o cara. Se ele recusar na primeira, você tem uma segunda chance. Pode ser realmente que ele tenha algo inadiável a fazer. Se ele recusar na segunda: cai fora. Ele quer nada com você e isso tá mais que comprovado. Sair da friendzone é algo muito difícil, mas você pode evitar entrar nela.

Eu espero que isso tenha ajudado a leitora – e outras gurias – que tenham dificuldade em nível básico em demonstrar interesse, saber se o cara está a fim ou identificar que foi jogada na friendzone.

______________________________________________________________________________________________________

Quer participar da coluna? Envie sua dúvida/desabafo/história para [highlight color=” yellow”]contatobovolento@gmail.com[/highlight] e ponha no campo de assunto “Diz Aê”.

Seu nome não vai ser divulgado e você ainda vai poder ver que muitas outras pessoas estão passando pelo mesmo que você. E a gente promete que tenta ajudar. 😉

Comentários